quinta-feira, 8 de maio de 2008

Chega de jornalismo assim

Acabei de formar em jornalismo, como todos sabem. Nos quatros anos de estudo me ensinaram técnicas para ser um bom profissional no mercado de trabalho.

Mas nos últimos dias tenho assistido a um curso intensivo de como não fazer jornalismo. As centenas de reportagens já feitas sobre o “Caso Isabella” me causaram repugnância da profissão que escolhi quando era um adolescente de 14 anos.

Todos sabem o que Ana Carolina Jatobá e Alexandre Nardoni fizeram nos últimos 40 dias, praticamente um “Big Brother” dos dois acusados. Me impressionou como um único assunto conseguiu ficar 24 horas no ar, em todos os veículos.

Ontem a noite, dois fatos me chamaram muito atenção.

Estava acompanhando o jogo do São Paulo pela Libertadores pela TV Globo (imagens) e Rádio Bandeirantes (som) como sempre faço quando o mesmo jogo é transmitido pelas duas.

Lá pelas tantas da partida, as duas emissoras começaram a falar da prisão do casal mais famoso do Brasil na atualidade. Não me lembro quanto tempo foi, mas foi o suficiente para Adriano abrir o placar no Morumbi. Ambas não captaram o gol imediatamente. A TV ainda tem o recuso do replay o que o rádio não

O futebol é entretenimento com informação esportiva, nada das coisas mais importantes da humanidade. Porém, àquela atura, todos já sabiam que os acusados seriam presos preventivamente, era só fazer uma reportagem para o jornal que viria em seguida do jogo. No radio, não haveria o jornal, mas poderia ser um tempo bem menor.

Enquanto a Globo mostrava imagens da prisão, veio o segundo fato: um repórter agrediu Alexandre Nardoni. Pareceu-me involuntário, mas comecei a me perguntar até que ponto vale a pena conseguir uma informação?. Nardoni não ia confessar ali o crime, para que uma declaração dele naquele momento?

Hoje, o Jornal Nacional fez uma reportagem de como eram as celas onde cada um deles foi preso. O que me interessa em saber o tamanho do xilindró deles? Eles já estão presos, agora é a vez do judiciário brasileiro trabalhar e não de saber o que eles tomaram de café da manhã.

Isso deixa qualquer jornalista iniciante, como eu, com vergonha de assumir a profissão e perguntar se realmente vale a pena.

2 Cornetadas:

Fredy Andrade disse...

Dalhe garoto!
Parabéns pelo novo visual... nota 10!

Sim, acredito que vale a pena se formar em jornalismo como em qualquer outra profissão...desde que nós não repitamos o que vem acontecido com "profissionais" da área...."mesmices e mais mesmices" sempre as mesmas perguntas e mesmas atitudes.
Na minha opinião, falta buscar o novo... o diferente para se destacar na profissão.
Quanto a novela das 8h.."Isabella" realmente foi demais...comentei muito sobre no meu blog.
Foi mais do que deveria... sem sombras de dúvidas!

Mas acho que serve de exemplo para nós iniciantes...tomarmos outras perspectivas na reformulação deste jornalismo noveleiro e sem graça que temos acompanhado.

Da próxima vez ...é melhor você ir até o morumbi.... vai que o Sp classifica para a final e numa disputa de penaltis, eles mostram o Nardoni jantando em sua cela... jogando dominó ou teclando no msn....? hehe

abraços

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Postar um comentário | Feed



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License